Despertando Lázaros

...Vou despertá-lo do sono - João 11.11
Considerando a forma de Jesus representar a morte de Lázaro  como um sono do qual ele poderia ser despertado, posso argumentar para dizer que muitos estão adormecidos nos seus sentidos para a vida nos seus vários aspectos e podem ser despertados através de um comando de autoridade. - Vem para Fora !
Por uma ou por outra abordagem é sempre difícil se deparar com esta realidade, até porque quem está morto não tem noção deste fato. A morte é a última instância da vida. O "morto de sono" está inativo, foi tirado, se retirou, perdeu oportunidades vitais para a construção da própria história.
No caso desta família apresentada por João, a morte vitimou o homem da casa, a referência de autoridade, segurança e provisão.
O relato da bíblia diz que Jesus era amigo desta família e nutria por eles um sentimento de profundo apreço, na verdade Jesus amava a Lázaro, Marta e Maria.
Quando Lázaro adoeceu, suas irmãs mandaram avisá-lo, na esperança de que viesse curá-lo mas, Ele não veio imediatamente ao seu socorro. Ainda demorou dois dias no lugar onde estava, porque intimamente sabia que havia um propósito divino naquela situação e algo mais tremendo deveria acontecer.
- Quando Deus tem um propósito em alguma situação, Ele determina um tempo para agir.
* Aprende-se aqui que mesmo amigos de Jesus, alvos do seu mais profundo amor, ao contrário do que se promete algumas propostas evangelísticas atuais, nós poderemos experimentar  circunstâncias  adversas até ao nível de uma fatalidade. É quando vale a pena, acreditar num Deus que tem poder para  realizar o impossível por nós, em nós e para nós.
Cabe então a  promessa: " Quem crer em mim ainda que esteja morto viverá. - Jo. 11."
Quando somos despertados nos deparamos com realidades que muitas vezes desconhecemos. Em Genesis 28.16, Jacó foi despertado do seu sono pela revelação da presença de deus ali. Ele disse: - O Senhor está neste lugar e eu não sabia!
Constatar a presença de Deus é de suma importância para adquirir confiança em qualquer empreitada da vida. Quando Deus está presente os maiores desafios se tornam muito pequenos por causa da segurança que ele transmite. Eu sempre paro um pouco antes de qualquer decisão pra sentir a paz da presença de Deus e me sentir seguro.
Sansão por sua vez foi despertado para uma triste realidade. Ele quebrou sua aliança com Deus. Ele foi dominado pela lisonja de uma mulher ímpia que o fez adormecer para que seus inimigos o amarrassem fortemente. Quando ele despertou do seu sono em Juízes 16.20, exclamou: - Sairei e me livrarei! Mas o Senhor havia se afastado dele. É muito perigoso viver sem a presença de Deus. Devemos ter o cuidado de a cada dia renovar nossa aliança pra não sermos pegos nas armadilhas do inimigo.
O apóstolo Paulo escreveu acerca disto em Romanos 13.11, dizendo que é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.
Jesus foi a Betânia despertar Lázaro. O Espirito Santo através dos séculos, na forma de continuar a obra que Jesus Cristo começou, tem despertado muitas vidas para Deus. Mas em razão dos ataques do inimigo, das nossas muitas ocupações ou até mesmo negligências, nos afastamos do propósito da fé e dormimos como os demais. Mas, hoje o amor de Deus soa forte aos nossos corações na expressão de Paulo aos Efésios 5.14 dizendo: Desperta tu que dormes, e levanta de entre os mortos, e Cristo te esclarecerá!